THE ARTIST

O ARTISTA

IMG_6886.jpg

Born in the city of Juiz de Fora (MG), in 1991, and residing in the city of Natal (RN), a multidisciplinary artist, he holds a master's degree in Performing Arts from the Federal University of Rio Grande do Norte (2020) and has an Interdisciplinary Bachelor's Degree in Arts and Design (2013) from the Federal University of Juiz de Fora. He has participated in exhibitions, festivals and artist residencies in Brazil, Ecuador, Portugal, France, Switzerland and India.

Her research focuses on different languages, such as dance, theater, performance, photography and audiovisual. René became a professional in dance with Ekilibrio Cia de Dança (Juiz de Fora / MG), a pioneer group in the production of inclusive dance in Brazil. For four years, René was a production assistant and dancer at Cia Giradança (Natal /RN), another Brazilian benchmark for inclusive dance productions.

René is one of the founders of CIDA - Independent Collective Dependent on Artists, the Casa Tomada Cultural Space and the Casa Tomada Festival. Loui is particularly interested in the universe of bodies, differences, and artist residencies and real-time construction.

 

The artist has received several awards, including Edital CARNE FRESCA (2013), Klaus Vianna (2015), Edital Conexão Brasil Intercâmbios (2014/2015) and Overseas Culture Interchange (2016/2018). In 2018, René was one of the artists selected by CAL - House of Culture of Latin America and OEI - Organization of Ibero-American States for International Artist Residency - OCA.

In December 2019, René represented Brazil as the only Brazilian artist selected for the Odisha Biennale, in India. René is one of the creators of the dance miniseries Plano de Abandono. In 2020, the artist had individual and collective projects awarded by Itaú Cultural's Arte Como Respiro,  by the SEBRAE RN Creative Economy Notice, by the Accessibility  and Respirarte - FUNARTE notice, by the Aldir Blanc Natal law, by the Aldir Blanc Rio Grande do Norte law and by the Djalma Maranhão Cultural Program.

In 2021, the artist was awarded the Creative Economy Public Notice  SEBRAE/RN, participated in the Virtual Stage of Itaú Cultural  with the work Maré Virtual e Acessível by Coletivo CIDA and has the premiere of the show Estado Transitório in September in the Bank virtuals virtual program from northeast.

Author of the accessible book, Dança - Artistical Residencies and Real Time Composition.

Nascido na cidade de Juiz de Fora (MG), em 1991, e residente da cidade de Natal (RN), artista multidisciplinar, é mestre em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2020) e possui bacharelado Interdisciplinar em Artes e Design (2013) pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Participou de exposições, festivais e residências artísticas no Brasil, Equador, Portugal, França, Suíça e Índia

 

Sua pesquisa se concentra em diferentes linguagens, como dança, teatro, performance, fotografia e audiovisual. René se profissionalizou na dança junto da Ekilibrio Cia de Dança (Juiz de Fora / MG) núcleo pioneiro na produção de dança inclusiva no Brasil. Durante quatro anos René foi assistente de produção e bailarino da Cia Giradança (Natal /RN) outro referencial brasileiro de produções inclusivas em dança. 

 

René é um dos fundadores do CIDA - Coletivo Independente Dependente de Artistas, do Espaço Cultural Casa Tomada e do Festival Casa Tomada. Loui está particularmente interessado no universo dos corpos, diferenças e, residências artísticas e construção em tempo real. 

 

O artista recebeu vários prêmios, onde detacam-se Edital CARNE FRESCA (2013), Klaus Vianna (2015), Edital Conexão Brasil Intercâmbios (2014/2015) e Overseas Culture Interchange (2016/2018). Em 2018, René foi um dos artistas selecionados pela CAL - Casa de Cultura da América Latina e OEI - Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Residência Artística Internacional - OCA. 

 

Em dezembro de 2019, René representou o Brasil como o único artista brasileiro selecionado para a Odisha Biennale, na Índia. René é um dos criadores da minissérie em dança Plano de Abandono. Em 2020 o artista teve projetos individuais e coletivos contemplados pelo Arte Como Respiro do Itaú Cultural,  pelo Edital de Economia Criativa SEBRAE RN, pelo edital Acessibilidança  e Respirarte - FUNARTE, pela Lei Aldir Blanc Natal, pela Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte e pelo Programa Cultural Djalma Maranhão.  

 

Em 2021, o artista foi contemplado pelo Edital de Economia Criativa  SEBRAE/RN, participou do Palco Virtual do Itaú Cultural com a obra Maré Virtual e Acessível do Coletivo CIDA e tem  estreia prevista do espetáculo Estado Transitório no mês de setembro na programação virtual do Banco do Nordeste.

Autor do Livro acessível, Dança - Residências Artísticas e Composição em Tempo Real.